Empréstimo: veja como não errar na hora de pedir um empréstimo

 

Pedir um empréstimo é a última alternativa para alguém recorrer na hora de saldar dívidas, pagar uma cirurgia cara ou reformar a casa. As pessoas pesam na balança os prós e contras de contrair uma dívida e não poder quitá-la a tempo. Porém, nem todo mundo pensa assim.

Seja por desespero ou por pensar apenas nos benefícios, muita gente que precisa de dinheiro erra na hora de pedir um empréstimo e acaba por transformar uma dívida pequena em uma bola de neve.

Para que você não cometa os mesmos erros, vamos indicar a melhor maneira de tomar dinheiro emprestado sem errar. Vamos lá?

Faça uma simulação de empréstimo antes de contratar

Muitos bancos e sites de financeiras disponibilizam um simulador para quem vai pedir dinheiro emprestado. A calculadora possui campos a serem preenchidos com o valor a ser financiado, número de meses para a quitação das parcelas e taxa de juros.

Dessa forma, você poderá avaliar o valor de sua parcela e em quanto tempo poderá pagar. Mas vale o aviso: algumas taxas, como o IOF, incidem sobre o cálculo também, mas não costumam aparecer no simulador de empréstimo. Porém, já é possível ter uma dimensão do valor final.

Tenha controle sobre suas finanças

Antes de pedir um empréstimo, é preciso ter certeza de que o objetivo é importante e que o valor pretendido não ultrapasse 20% do seu salário líquido.

Para que nada dê errado, cuidado com gastos excessivos e tenha controle de tudo que sai. Assim, se acontecer um imprevisto, você não vai se enrolar para custear mais um gasto. O importante inicialmente é usar o dinheiro do empréstimo apenas para o objetivo principal.

Consulte a taxa de juros

Imagine não prestar atenção na parte mais importante de um empréstimo? A taxa de juros é uma maneira dos bancos e financeiras de custear a operação e também por estarem assumindo o risco de não receberem o dinheiro de volta.

O empréstimo consignado, por exemplo, possui as taxas mais baratas do mercado, visto que os bancos têm como garantia o seu salário mensal, de onde sai o pagamento das parcelas antes mesmo dele cair na conta. Também há outros meios de garantia, como carro e imóvel. Procure o que melhor cabe no seu orçamento.

Se informe sobre quem empresta

Nem todas as pessoas recorrem a bancos quando precisa de dinheiro. Às vezes, preferem pedir emprestado a parentes ou a empresa onde trabalha. No entanto, o risco não diminui, e pode até se agravar.

O que ocorre é que se o parente estiver enfrentando dificuldades financeiras ele poderá exigir a quitação das parcelas fora do prazo estipulado, já que, geralmente, leva-se em conta a confiança pelo parentesco. O que pode ser um erro fatal.

Já uma empresa também pode sofrer problemas nas finanças. Portanto, em ambos os casos, verifique as condições do credor antes de tomar dinheiro emprestado.

Com essas dicas fica mais difícil errar na hora de pedir um empréstimo, não é mesmo? Portanto, simule, consulte, se informe e não deixe de controlar suas economias, afinal, você precisa de dinheiro, e não de uma dor de cabeça.