Empréstimo Pessoal: O que é um empréstimo pessoal?

Com menos burocracia e imposições de condições, o empréstimo pessoal é uma opção de crédito oferecida por bancos e financeiras. Porém, tal facilidade também é responsável por taxas de juros mais altas – o que o caracteriza como um dos empréstimos mais caros do mercado, principalmente em instituições financeiras.

O solicitante passa por uma análise criteriosa para comprovar que tem condições de arcar com esta despesa exta e, quando aprovado, tem o valor do empréstimo pessoal liberado em sua conta em até um dia. Mas, para quem tem conta em banco e paga tudo em dia, o empréstimo pessoal costuma ser mais barato do que o uso de cheque especial.

É necessário cuidado na hora de escolher a quantia do empréstimo pessoal. A dica é: fique apenas com o valor que você precisa. Vale lembrar que quanto mais dinheiro você pegar, mais terá que pagar no final das contas.

Entenda quando o empréstimo pessoal pode ser uma boa alternativa:

– Em casos de emergência: Quando alguém da família necessita de uma urgência médica e não há condições de pagar pelo tratamento ainda no próximo mês, opte por contratar o empréstimo pessoal ao invés de usar o cheque especial. Assim, você paga os custos à vista e fica com parcelas mensais para quitar a dívida.

– Para pagar uma dívida do cheque especial: Se você entrou no cheque especial e deseja quitar uma dívida, o melhor a fazer é negociar um empréstimo pessoal em seu banco. Na dúvida, basta comparar o Custo Efetivo Total (CET) da agência bancárias e confirmar se o empréstimo pessoal tem a menor taxa.

– Facilidade para quem está com nome sujo: Diferente dos bancos, algumas financeiras também fazem empréstimo pessoal para negativados. Mas, esta opção pode ser mais cara, é preciso pensar e calcular se vale a pena ou não.